SERÁ QUE A CAMISINHA FALHA?

Ainda tem gente que pensa que o uso da camisinha garante 100% contra a infecção pelo virus da AIDS. Esta pergunta pode ser respondida com fatos, contra os quais não há argumentos. Duas notícias vinda da África são chocantes e mostram quanto estão enganados os que confiam no preservativo para o combate à AIDS.

1 – A “Revista Época” ( n.485 de 03 set 2007 – pg. 19) publicou a seguinte noticia:

AFRICA DO SUL – UM TRÁGICO RECALL DE CAMISINHAS

“O Departamento de Saúde pediu um recall de 20 milhões de camisinhas distribuídas à população, depois de descobrir que o fabricante subornou um funcionário do governo para aprovar produtos defeituosos. O índice de contaminação por HIV no país é de 14% da população, um dos mais altos do mundo.”

Camisinha defeituosa é apenas um dos itens que podem levar o preservativo a falhar ao impedir a contaminação pelo vírus. Além dos defeitos, sabemos que há poros em todos os tipos de camisinhas que deixam passar o vírus, no mínimo em 10%. Além disso há que se levar em consideração as condições de má embalagem, má conservação, data de vencimento ultrapassado, etc. Será que no Brasil é diferente?…

2 – O Arcebispo de Maputo, capital de Moçambique, Dom Francisco Chimoio, fez uma gravíssima denúncia à cadeia BBC de Londres, de que dois países europeus enviam “deliberadamente preservativos infectados com HIV” para destruir a população africana. (fonte: acidigital.com – 28 set 07). O Arcebispo assegurou que “seu propósito é terminar com a população africana. Se não estivermos atentos terminaremos extintos no transcurso de um século”.Dos 19 milhões de habitantes que tem Moçambique, 16,2% estão infectados com o HIV, e a cada dia se registram 500 novos casos.É gravíssima esta denúncia feita pelo Arcebispo africano e precisa ser investigada urgentemente pela ONU, pois trata-se de crime contra a humanidade.Vários governos estão descobrindo que o melhor meio de prevenir a população contra o contágio da AIDS, é a abstinência sexual e a fidelidade conjugal. Perante os delegados de 17 países que participaram de uma cúpula sobre a AIDS na África, o Presidente da Uganda Yoweri Museveni rejeitou a proposta de entregar preservativos nas escolas porque – afirma – isto só causará mais contágio. Museveni afirmou que promovendo a abstinência o seu país reduziu a AIDS com melhores resultados que naquelas nações onde se privilegia o uso dos preservativos. Uganda é o único país africano que conseguiu baixar substancialmente a taxa de infecção por HIV.

Através de uma campanha intensa baseada na mensagem da abstinência sexual e fidelidade conjugal, Uganda alcançou uma redução da taxa de infecção de 29% para 4% em apenas dez anos.
Por outro lado, em Botswana e África do Sul, onde houve um derramamento de camisinhas, a AIDS aumentou. A África do Sul tem 22% da população com o vírus . A situação de Botswana é ainda pior, com 37% da população adulta infectada pela AIDS.

O professor Norman Hearst, da Universidade da Califórnia
em São Francisco, nota que em Botswana as vendas de camisinhas aumentaram de 1 milhão em 1993 para 3 milhões em 2001, ao passo que a infecção pelo HIV entre mulheres grávidas em centros urbanos aumentou de 27 para 45%. Nos Camarões, do mesmo modo, vendas de preservativos aumentaram de 6 milhões para 15 milhões, enquanto a AIDS subiu de 3 para 9%.”

Fica claro que contra a AIDS só há uma garantia de 100%: abstinência sexual antes do casamento e fidelidade conjugal. A Igreja, “doutora em humanidade” (Papa Paulo VI), tem razão.

Prof. Felipe Aquino – http://www.cleofas.com.br

Anúncios

2 comentários sobre “SERÁ QUE A CAMISINHA FALHA?

  1. isso é um absurdo dizer que o preservativo não protege contra o Hiv,é uma atitude extremamente irresponsável, o certo é se dizer que o preservativo masculino não é 100% seguro na prevenção do virus da Aids e de outras doenças sexualmente transmissiveis,mas dizer que ele não protege já é mentira e sensacionalismo de pessoas desocupadas que só querem aparecer…já foi provado por inúmeres instituições científicas renomadas e com total credibilidade,se o preservativo for usado de maneira correta e consistente em todas as relações sexuais,sua eficácia é de 95%…vamos publicar notícias verídicas,sem esse sensacionalismo barato.

    Curtir

    1. Marcelo, ouvi uma palestra de dois ginecologistas que garantiram que não protege 100%.
      Não somos mentirosos nem sensacionalistas. Não estamos aqui para aparecer. Tudo o que dizemos tem base científica- e, desta forma, fico com o conhecimento dos ginecologistas que conheci e que esclareceram esta questão para que a gente pudesse colocar aqui no blog de forma honesta e sadia.
      Volte aqui e cite as fontes, antes de nos acusar, sem provas, de “sensacionalismo barato”, ok?

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s