A masturbação faz mal?

Imagem

A masturbação cria um vício!

Peço a quem duvida que a masturbação cria um vício que veja quantas semanas ou meses consegue passar sem se masturbar. Sabemos, hoje em dia, que vícios de ordem sexual são como uma drogadicção auto-induzida. Os hormônios e substâncias que nosso corpo libera durante a excitação sexual criam no cérebro o mesmo efeito que as drogas criam. A masturbação repetida reforça um círculo vicioso na química cerebral (ref.: Exposing Porn: Sciene, Religion, and the New Addiction, Paul Strand, http://www.cbn.com, Abril de 2004). Assim como nas drogas, na masturbação cada vez mais se necessita de uma quantidade maior de estímulo para atingir o mesmo nível de prazer. Isso pode levar ao aumento na frequência do hábito ou em uma busca sem fim por materiais novos para criar uma experiência mais “excitante”.

A masturbação condiciona nosso corpo a responder à auto-estimulação, que é centrada em nós mesmos. Isso prejudica nossa habilidade de nos relacionarmos com uma outra pessoa sexualmente. O sexo é uma experiência relacional, em que damos atenção às necessidades de outra pessoa pelo menos tanto quanto a nossas próprias. Se nos acostumamos a servir somente a nossas próprias necessidades, podemos achar difícil dar ao parceiro(a) a atenção que deseja. Além do mais, os hormônios liberados no cérebro durante a excitação sexual causam uma ligação emocional com o que estivermos olhando e/ou pensando naquela hora. Isso pode nos fazer responder mais à masturbação (e suas fantasias associadas) do que ao sexo real.

A masturbação causa um desequilíbrio sexual. A masturbação eleva nosso nível de emoções e treina nossos corpos para procurar a satisfação sexual mais frequentemente do que o normal. O senso comum nos diz que deve haver um equilíbrio entre o sexo e outras atividades em nossa vida. A masturbação rompe esse equilíbrio, treinando nossos corpos e mentes a esperar gratificação mais frequentemente do que o normal. Como em um círculo vicioso, o desequilíbrio entre realidade e fantasia pode levar uma pessoa a aprofundar-se no vício.

O desequilíbrio sexual também pode afetar outras áreas de nossas vidas, desviando energia, tempo e recursos para a atividade masturbatória. Por exemplo, um homem fica acordado até tarde toda noite para procurar pornografia na internet. Sua performance no trabalho fica prejudicada pelo sono, sua família amarga seu mau-humor, sua esposa sente sua falta devido a diminuição de atenção e interesse nela, e sua dívida do cartão de crédito aumenta com os sites pornográficos.

Disponível em Vida e Castidade. Adaptado do site: Porn-Free.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s