8 perguntas que todo(a) namorado(a) deveria saber responder

O namoro é um período incrível, repleto de sentimentos, paixão, surpresas, e tudo nos fala do amor e nos ensina sobre ele durante esta fase.

Ao mesmo tempo, é um tempo de preparação e amadurecimento, no qual o casal se descobre e caminha rumo a um compromisso para a vida inteira. Nesse processo, que é sublime e perigoso ao mesmo tempo, parece que não temos medo de fazer promessas que, aos olhos de outras pessoas, poderiam parecer arriscadas, porque o “sempre” se torna muito breve quando se está junto à pessoa amada.

Mas “para sempre”… será possível? Como saber se este “para sempre” tem possibilidades de ser? Apresentamos, a seguir, algumas perguntas que todo(a) namorado(a) deveria poder responder antes de empreender esta aventura chamada casamento.

1. Por que você me ama?

Uma boa definição para o amor é “a capacidade de fazer algo pelo outro”, de doar-se totalmente. Isso vai além do sentimento. É isso que você vive? E é por isso que você ama esta pessoa? Vale a pena refletir sobre o tema!

2. Você será capaz de amar vencendo a rotina do dia a dia?

No namoro, na verdade, o mais difícil é ficar separados. Mas, conforme o tempo vai passando, a rotina, o cansaço e as preocupações vão tomando mais espaço. Você é capaz de manifestar seu amor mesmo quando não sente vontade, ou quando parece haver outras coisas mais importantes a serem feitas?

3. Você ficará comigo nos momentos difíceis?

O casamento não é uma lua-de-mel eterna, e os “momentos difíceis” não se referem apenas à morte ou às doenças. Dias de mau humor, discussões, cansaço físico também fazem parte da vida de um casal. Você está disposto(a) a enfrentar isso ao lado de quem você ama, mostrando sempre amabilidade, carinho, compreensão, doação?

4. Que tipo de pai/mãe você quer ser?

É importante conversar sobre isso no namoro: que valores querem ensinar aos filhos? Que princípios seguirão? Qual é sua postura com relação à abertura à vida? Que lugar os filhos ocuparão em sua hierarquia de valores? Estas coisas não surgem espontaneamente, é preciso conversar, planejar, concretizar. A paternidade faz parte do pacote do casamento, não se esqueça.

5. Estou disposto(a) a pedir perdão?

Desde o namoro, é possível exercitar a capacidade de pedir perdão e perdoar, independentemente de quem tem ou não a razão. Estas duas atitudes podem salvar um casamento, e sua falta pode levá-lo à ruína. Nunca vá dormir sem pedir ou dar seu perdão, sempre que for preciso.

6. Você estará disposto(a) a sustentá-la(o) quando necessário?

Há muitas formas de entender esta pergunta. Emocionalmente, você terá a paciência necessária para aguentar a pessoa quando ela mesma não se suportar, seja pelo problema que for? Estará ao lado dela, sem exigir nada em troca? Financeiramente, se o outro ficar desempregado, doente ou os planos do casal não derem certo, você estará disposto(a) a sustentar a família?

7. Precisamos mesmo nos casar?

Muitos dizem que o casamento é “só um papel”, um ato social. Mas o que ele significa para você? É importante conversar sobre isso também. Realmente acreditam que o matrimônio é uma vocação, um sacramento, um caminho de santificação a dois?

8. Você rezará por ele(a)?

[Se você tem fé, “por mínima que seja”, cuide da sua vida de oração pessoal]. Quanto mais você amar a Deus, mais e melhor poderá amar o outro, porque Ele nos ensina o amor, a entrega, a humildade, a generosidade, a paciência. Por isso, para crescer na entrega a uma pessoa, é preciso crescer na entrega a Deus.

Observação final

Não se assuste com todas estas perguntas e não tenha medo de se casar. O namoro é justamente para isso, é um treino para o casamento. O importante é chegar a ele sabendo que não será fácil, que nem tudo será um mar de rosas, mas que vai ser maravilhoso.

[Que o outro é alguém que nos será de grande ajuda para trilharmos um caminho de felicidade e realização matrimonial, crescimento pessoal, espiritual, intelectual e até profissional. Não queira somente que outro faça, mas também esteja disposto(a) a ser alguém que estará decidido a amar e dar seu amor quando o outro menos mecerecer, pois, é assim que se prova o verdadeiro amor, quando o outro mais precisa do nosso amor, haverão momentos em que a única coisa que precisará ser feita é estar ao lado do outro.

Saber que em todos relacionamentos há crises, mas que muitas vezes há desentendimento porque não se soube expressar bem algo que foi do desagrado. Seja mais cauteloso(a) na hora de apresentar alguma queixa à outra pessoa, demonstre seu afeto e bem querer antes de fazer alguma correção, e que essa correção seja fraterna, e não “tacando pedras” ou “jogando as coisas na cara” do outro, não se deixe levar pelo impulso de querer discutir algo na hora, a ira é uma péssima conselheira, e nunca discuta por telefone ou por mensagens de texto, espere a hora em que poderão olhar um nos olhos do outro para expressar-se, lembre-se de perdoar antes mesmo do outro pedir perdão.

A oração não deve ser somente individual ou pelo outro, mas também com o outro, um casal unido a Deus em oração, é um casal que terá sempre por princípio o Amor, e no Amor auxiliará um ao outro na caminhada, pois, “o amor tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (I Cor 13,7).

Por fim, não namore com alguém se você não tiver intenção de casar-se, você não precisa casar com a primeira pessoa que namorar, e um namoro bem vivido – principalmente se for casto (falamos mais sobre isso neste post “O hábito do amor”) -, ajudará a perceber sea pessoa é ou não mais adequada em todos os sentidos, mas a intenção guiará o relacionamento para um patamar mais maduro, fiel e seguro.

E não se preocupe com a quantidade de “eu te amos” que são (ou não) ditos, mas procure perceber o amor depositado em cada ato, tanto seu quanto do outro].

Fonte: Aleteia

[] Observações complementares da Equipe Humanizando o Sexo.

Anúncios

Um comentário sobre “8 perguntas que todo(a) namorado(a) deveria saber responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s