10 hábitos que nos tornam menos atraentes

Existem alguns hábitos que as pessoas adotam acreditando que eles as tornarão mais interessantes, quando na realidade as tornam menos atraentes. O curioso é que muitas pessoas que tentam parecer mais atraentes se esquecem de algumas questões importantes, como o fato de que a aparência física reflete a forma como somos e como nos sentimos por dentro. Não importa o que você queira parecer, o que realmente somos sempre vem à tona, e se há algo desagradável, é precisamente a falta de autenticidade.

Por outro lado, quando pensamos em ser atraentes costumamos pensar só exteriormente, na aparência, como se isso determinasse a nossa capacidade de atrair os outros. Nos esquecemos de que o nosso comportamento tem um grande impacto sobre a imagem que projetamos. Mais uma vez, ser autêntico é muito mais interessante, porque mostra o que realmente somos e não cria falsas expectativas.

Devemos ter em mente que a atração é uma manifestação da nossa energia pessoal e afeta todos os tipos de relações humanas. As pessoas se sentem atraídas pelas pessoas positivas e otimistas e repelem as negativas e pessimistas. E isso não pode ser manipulado ou escondido por muito tempo.

Erros que afetam o seu poder de atração

Não há dúvida de que as pessoas amam a beleza e, portanto, gostamos de que as pessoas que estão ao nosso redor tenham uma boa aparência. Para alguns, é uma forma de se sentir poderoso sair com pessoas atraentes ou, pelo menos, que cuidam da sua aparência. No entanto, a beleza não é apenas uma questão estética ou física.

Pode ser que você seja a pessoa mais atraente da sala, a que menor interesse desperta nos outros ou até mesmo aquela que as pessoas estão tentando evitar. Mas, além da sua aparência física, adquirir algum dos seguintes hábitos pode atrapalhar a sua vida.

  1. Transformar tudo que você faz em uma competição. A competitividade pode ser apropriada em determinados momentos, mas estar sempre nos comparando com os outros e tentando provar que somos melhores não é necessário. Na verdade, isto é irritante e até mesmo grosseiro. Ninguém gosta de estar com alguém que está constantemente buscando reconhecimento e que quer parecer melhor do que outros.
  2. Agir de forma grosseira. É óbvio que as pessoas não gostam de pessoas malcriadas. No entanto, muitos acreditam que com sua grosseria se destacam dos outros e não veem qualquer problema em agir assim. Entretanto, ninguém gosta de pessoas desrespeitosas que procuram ser notadas através de gozações e menosprezando os outros. [Entre outras formas de grosseirias estão as “brincadeiras de mau gosto”, os palavrões, arrotar intencionalmente alto perto de pessoas, e o pior, quando a pessoa está sempre pronta para dar um “coice” nos outros].
  3. Agir com superioridade. Uma pessoa que olha o outro “de cima” e age com superioridade não é nada atraente. No entanto, como no caso anterior, este tipo de pessoa acredita que esta atitude o destaca dos demais [e até o destaca, mas de forma negativa]. Ninguém gosta de estar com as pessoas que procuram o seu lugar ofuscando e se sentindo melhor que os outros.
  4. Queixar-se constantemente. Muitas pessoas pensam que por reclamarem e protestarem por tudo atraem mais atenção, mas é exatamente o contrário. As pessoas geralmente tentam escapar de ambientes negativos, das queixas e protestos. [A pessoa reclama – se faz vítima – de tudo, da vida, dos relacionamentos, do trabalho, do transporte, dos amigos, da família].
  5. Interromper os outros. Interromper o outro é uma falta de respeito, especialmente se a conversa não for com você. No entanto, algumas pessoas pensam que isto lhe dará visibilidade, uma oportunidade para mostrar a sua presença, a sua inteligência e o quanto ela sabe sobre o assunto em questão. Mas o que acontece na realidade é o oposto. Sem educação, o seu nível de conhecimento ou a sua opinião não tem valor algum. Na verdade, interromper para completar ou opinar sobre algum assunto não o transformará em uma pessoa bem informada, e sim em uma pessoa incômoda.
  6. Não escutar quando alguém fala. A comunicação é um dos elementos mais importantes em qualquer relacionamento. Não ouvir o outro e continuar falando é outra falta de respeito, caso esteja falando para um grupo ou com uma pessoa. Ainda pior do que não ouvir é ficar olhando “para os lados” sem prestar atenção na pessoa.
  7. Criar um conflito sem necessidade ou razão. Algumas pessoas gostam de chamar a atenção provocando conflitos, se apoiando em pequenos mal-entendidos ou razões que só eles veem. Dessa forma, chamam mais atenção e acreditam que é uma boa oportunidade para mostrar seus atrativos. No entanto, essa pessoa provavelmente consegue desencadear sentimentos de desprezo, e se alguém “entrar no seu jogo”, mostrará o pior que tem dentro. Tudo por orgulho [ou até mesmo carência, pois, quando criança se comportava da mesma forma para atrair a atenção dos outros].
  8. [Fofocar, falar mal dos outros. Tem pessoas que falam (mal) dos outros muitas vezes ou por inveja, ou por irritação, ou até mesmo por justa causa. Mas tem outras que parece que junta tudo isso a um hábito chato de estar sempre falando da vida alheia. Fala da vida alheia, mas nunca fala de si ou de seus defeitos. Cuidado ao dar ouvidos! Quem fala dos outros para você, fala também de você para os outros.
  9. Atrasar-se constantemente. Pode até parececer que não, mas ser pontual é muito importante em todos os níveis de relacionamentos. Não tem uma pessoa que conheço que não se atrase, parace até algo cultural, marcamos num horário e chegamos no mínimo meia hora depois. Algumas pessoas mais próximas acabam até brincando e rindo de nós, mas no fundo elas gostariam que chegássemos no horário marcado, pois o atraso demonstra no mínimo falta de compromisso e falta de consideração com as pessoas. Afinal não são todos os dias que acontecem imprevistos, e deixar que o atraso se torne um hábito será no futuro um grande problema para você.
  10. Imodéstia no falar, no portar e no vestir. A maioria das pessoas quando escuta sobre modéstia logo pensam que se trata apenas sobre a forma de vestir, mas na verdade vai além disso, vejamos. No falar, há pessoas que não tem o mínimo pudor em falar publicamente sobre sua vida íntima – até mesmo sexual – quando também não comenta da vida dos outros, a cada dez palavras metade ou é palavrões ou é sobre coisas imorais, grita e esbraveja, gosta de um “barraco” de “causar”, fala, fala e por fim não tem nada a dizer. Quanto a portar, a postura com a qual nos apresentamos é muito importante, o tom de voz, a atitude respeitosa ou desrespeitosa para com e diante das pessoas, brincadeiras de mal gosto ou inconvenientes, muitas vezes em lugares ou momentos inapropriados e, quando algum de seus maus hábitos são notados e corrigidos por alguém, escusam-se dizendo “eu sou assim” ou “nem Jesus agradou todo mundo”, enfim muitas vezes falta nos homens uma atitude que se espera de um homem bem educado, vice-versa de uma mulher de família. Sobre vestir, há pessoas que se vestem afim de enaltecer os encantos físicos, isso pode até chamar a atenção, mas de uma forma negativa. Os homens sempre vão preferir namorar uma mulher mais modesta, até porque não vai querer que outros homens olhem de forma desrespeitosa para sua namorada. As mulheres que não se prendem às aparências também irão preferir homens que se vestem com simplicidade mas modéstia em relação àqueles pavões ou fortões, pois, sabem que o verdadeiro valor e força de um homem estão em seu interior.

Como podemos parecer mais atraentes

Deixe esses hábitos negativos para trás, apostando na autenticidade e evitando as atitudes que alimentem toda forma de drama. Você não precisa se mostrar importante baseado em atitudes negativas, muito pelo contrário. [Todos temos bons e maus hábitos mas não podemos deixar-nos conduzir pelos maus, mas substitui-los por bons. Tenha humildade para reconhecer que precisa melhorar em algo, a humildade é o primeiro grau da sabedoria. Caso não queira mudar seu proceder, não reclame das pessoas te evitarem].

Quando você tenta se mostrar, fica em evidência e terá menos controle sobre a situação. Fale menos e escute mais, demonstre interesse e seja generoso [e alegre] com as pessoas mostrando empatia e compaixão. Dessa forma, você será uma pessoa muito mais interessante.

Por  Eva Maria

Fonte: A Mente é Maravilhosa

[] Observações Equipe Humanizando o Sexo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s