Você está realmente preparado(a) para um namoro sério?

Confira a lista de requisitos básicos e avalie seu nível de maturidade

Você já se fez esta pergunta alguma vez? Eu já, muitas vezes e em diversas etapas da vida, inclusive estando em um relacionamento. Ao longo das minhas experiências, fui encontrando respostas que agora quero compartilhar. Espero que sejam úteis, ainda que pouco, para esclarecer suas ideias.

Um tema de grande preocupação em muitos de nós, adolescentes e jovens, é encontrar um(a) namorado(a), apaixonar-nos, e isso pode ocupar grande parte do nosso tempo, pensamentos e emoções. As razões são diversas.

Naturalmente, o interesse pelo sexo oposto aumenta na adolescência e na juventude. Além disso, sentimos a necessidade de amar e ser amados por pessoas diferentes dos nossos familiares.

É assim que nos sentimos valorizados, vamos conhecendo nossas qualidades e defeitos, bem como os da outra pessoa.

Aprendemos a aceitar-nos como somos e a aceitar os outros.

Outro motivo para a busca de um(a) namorado(a) é averiguar quão atraentes e interessantes somos. Também queremos sentir segurança, e por isso buscamos a companhia de uma pessoa com quem compartilhar nosso tempo, alguém que nos elogie e nos ame.

No entanto, estas razões poderiam não ser suficientes ou adequadas sem antes levar em consideração a nossa autoestima, nossa segurança pessoal e nossos objetivos. Estamos mal-acostumados a achar que “temos de” ter namorado(a) antes dos 15 anos e que, se passamos dos 20 e isso não aconteceu, há algo errado conosco.

Mas isso não é verdade!

Na realidade, nossa principal ocupação deveria ser conhecer quem somos, identificar nossos dons, habilidades, virtudes e defeitos, olhar no espelho e reconhecer essa pessoa que vemos refletida nele. E, com tudo isso, aceitar-nos e amar a nós mesmos, com todos os nossos defeitos, sabendo que somos únicos no mundo.

Com isso, teremos o campo preparado para trabalhar a segurança pessoal. Uma boa autoestima nos ajudará a enfrentar melhor o mundo e as situações diárias da vida. Sabendo quem somos, será mais difícil que as críticas nos derrubem, não dependeremos da aprovação e do afeto dos outros para sentir-nos seguros.

Ao estar seguros do nosso valor, escolheremos com quem sair e não nos conformaremos com qualquer pessoa, com tal de ter um pouco de carinho e atenção; nunca aceitaremos que alguém nos peça coisas que não queremos fazer ou que mudemos para agradá-lo; teremos claros nossos anseios, não precisaremos de outra pessoa para sentir-nos completos, porque já estamos. E aprenderemos a curtir nossa solidão, que é a melhor companhia.

Finalmente, com a autoestima e a segurança pessoal sólidas, podemos nos dedicar a pensar em nossos objetivos, perguntar-nos quais são nossas metas, nossos sonhos, nossos anseios em cada área da nossa vida, e fazer planos a curto e médio prazo para alcançá-los.

É verdade que nem sempre teremos tudo isso resolvido antes de conhecer nosso(a) parceiro(a), mas é preciso garantir que os motivos para começar um namoro NÃO sejam estes:

– Preencher um vazio;
– Não ficar sozinhos;
– Pensar que estamos incompletos sem outra pessoa;
– Que nos amem porque nós não nos amamos;
– Comprovar que somos atraentes;
– Obter atenção e carinho (como meta primária);
– Esperar que a outra pessoa nos faça sentir-nos valiosos;
– Esquecer um relacionamento anterior.

Se estes ou outros motivos parecidos estiverem presentes, certamente não estamos preparados para um relacionamento amoroso.

Se, ao contrário:

– Eu me valorizo;
– Eu me respeito;
– Tenho claros meus anseios;
– Sinto-me feliz com a minha vida e com quem sou;
– Curto a minha solidão;
– Tenho vontade de compartilhar minha felicidade com alguém e não dependo da outra pessoa para ser feliz;
– Tenho certeza de que posso me doar a alguém, oferecendo coisas positivas para a sua vida;
– Estou disposto(a) a dar mais do que receber;
– Sei que o amor é compromisso, que exige esforço e entrega, e estou disposto(a) a isso.

… então você está preparado(a) para começar um namoro.

[Por fim, é importante considerarmos que o namoro, não é um passa tempo, mas um período de conhecimento e amadurecimento, de se desenvolver uma forte amizade que poderá no futuro converter-se em matrimônio.

Não namore, só porque é legal namorar, namore pensando no futuro, seja exigente antes mesmo de ter qualquer envolvimento físico com a pessoa e, procure descobrir se essa pessoa tem virtudes que você considera importante, e ainda se ela poderá ser no futuro pai ou mãe dos seus filhos].

Fonte La Opción V

Tradução: Aleteia.org

[ ] Nota equipe Humanizando o Sexo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s